quinta-feira, dezembro 22, 2005

às vezes basta uma palavra...


Gotas escorrem num caminho inventado da inocência de um copo derramado.
Alastra a mancha bordeuax criando desenhos sem risco nem corpo.
A toalha branca já implora de inquietação na mudança da cor que o vinho impôs.
A mesa já é de festa, o copos já tilintaram e as nódoas são alegria incontida dos presentes que ébrios de agitação dão cor e som à festa.
As vozes sobem de tom e as conversas varrem assuntos pendentes e recordações errantes.
Surgem as prendas, papeis coloridos e laços farfalhudos que fazem brilhar os olhos. Lá dentro pequenos nadas que apenas servem para lembrar mais um Natal.
Os brindes repetem-se, os desejos são sempre os mesmos entre sorrisos e abraços que muitas vezes só voltam no próximo ano por altura de um novo Natal... são os amigos de longe que a falta de tempo leva nos dias correntes, um telefonema talvez, uma promessa de um almoço lá em casa...talvez quem sabe seja este ano...
Nas despedidas ficam as letras que compõem pensamentos ébrios de saudade e onde a alegria de rencontros se esconde num mar de preocupações e afazeres que só nos deixam margem para um novo Natal...
Até breve... que se traduz num até para o ano... não te esqueças de me telefonar...
Enfim, a vida é circular e para o ano espero cá estar.

2 comentários:

Anónimo disse...

Interesting website with a lot of resources and detailed explanations.
»

Anónimo disse...

Nice idea with this site its better than most of the rubbish I come across.
»